Murtosa

Situado na Costa Atlântica da Região Centro de Portugal, integrado no Distrito de Aveiro e na Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro, o Município da Murtosa é constituído por 4 Freguesias – Bunheiro, Monte, Murtosa e Torreira – que se estendem por uma área de cerca de 74 Km2.
De acordo com os Censos 2011 a população actual é de 10575 indivíduos, tendo a Murtosa sido o Concelho que mais cresceu no Distrito de Aveiro, em comparação com os resultados de 2001.
Durante muitos anos a população Murtoseira emigrou. Deslocaram-se sobretudo para os Estados Unidos da América do Norte, Brasil e Venezuela.
Também se deslocaram dentro do nosso território, nomeadamente para Cascais, Sesimbra, Setúbal, Alcácer do Sal e Olhão e, ainda, pelas praias do Tejo, onde se ocupavam da apanha do Sável.
No comércio, a busca de melhores condições de trabalho levou a população a fixar-se no Porto e em Lisboa, onde ainda hoje podemos encontrar inúmeras famílias murtoseiras, como, por exemplo, em Santos-o-Velho.
Este aspecto do êxodo populacional pode ser contemplado através da arquitectura murtoseira. As casas que sucederam à tradicional "casa alpendre", de fachada geralmente virada a sul, caiada, com horta, jardim, poço, alpendre murado com duas colunas e telha mourisca, mostram claramente a grande influência migratória, sobretudo para o estrangeiro.
Em pleno coração da Ria de Aveiro, junto ao Mar, o Território Murtoseiro é dotado de um património natural único, de elevada beleza paisagística e de grande riqueza ambiental. A morfologia plana convida o visitante a longos e tranquilos passeios, a pé ou de bicicleta, à descoberta da fauna e da flora, pelas margens ribeirinhas ou pelo meio dos campos férteis.
Da ancestral relação dos Murtoseiros com a Terra e a Água, persistem aquelas que foram, e continuam a ser, a par do Turismo e da Indústria, as principais actividades económicas do Município: a Agricultura e a Pesca. O expoente máximo desta relação anfíbia é o ex-libris da Ria de Aveiro, o Moliceiro, provavelmente a mais bela embarcação do Mundo. Das águas da Ria, o Moliceiro – nome do barco e do homem que o manobrava - retirava o moliço, que servia, depois, para fertilizar a terra.
Conheça o artesanato – a cestaria, as miniaturas de embarcações ou as cangas – e a gastronomia, onde a Enguia, em caldeirada ou em molho de escabeche, é rainha, a par dos Rojões à Lavrador, da Lampreia, do Sável, do pão de ló do Barquinho e dos pastéis Monte Branco, Âncora e de nata.
Desfrute do imenso areal da Praia de Mar da Torreira ou procure a tranquilidade das praias lagunares: o Monte Branco, na Freguesia da Torreira, ou o Bico, na Freguesia da Murtosa.
Venha vivenciar a Romaria de S. Paio da Torreira (semana de 8 de Setembro), indiscutivelmente a mais afamada e concorrida do Região, que atrai, ano após ano, largos milhares de visitantes, vindos de todo o País.
Orgulhoso das suas Tradições e da sua História, o Município da Murtosa está de olhos postos no futuro. O Turismo Ambiental e a aposta nos meios suaves de locomoção, em particular da bicicleta (projectos “Murtosa Ciclável” e “NaturRia”), são dois vectores fundamentais de um desenvolvimento que se quer sustentado e sustentável, tornando o Território mais atractivo e amigo das pessoas, onde é cada vez mais apetecível viver.



Município da Murtosa: Por novos caminhos, rumo ao futuro!


Fonte: Câmara Municipal de Murtosa

O site Viver no Centro de Portugal utiliza cookies. Ao navegar está a concordar com a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies. Aceito
Encontre aqui o que procura