Ourém

O concelho de Ourém teve o seu nascimento num foral concedido em 1180 pela rainha D. Teresa de Portugal, Condessa de Flandres, filha de D. Afonso Henriques e da rainha Mafalda de Saboia. De seu primeiro nome Auren, teve como núcleo histórico o Castelo de Ourém mas, devido à grande destruição causada pelo Terramoto de 1755, a população deslocou-se para o vale, povoado que denominou de Vila Nova, que, em 1810, foi incendiada pelo exército francês, tendo apenas resistido algumas casas.
Em 1841, a sede do concelho mudou definitivamente da zona histórica do castelo para o vale, onde ainda se encontra, na Vila Nova. 
Ourém foi elevada a cidade a 20 de Junho de 1991, sendo que, antes deste feito, era denominada de Vila Nova de Ourém. 
Actualmente, o povoamento é caraterizado por ser disperso, com uma acentuada tendência para a diminuição do número de habitantes das zonas rurais, ou dos lugares de pequena dimensão, em benefício de um aumento dos núcleos urbanos, nomeadamente as cidades de Ourém e Fátima e as vilas de Caxarias, Freixianda, Vilar dos Prazeres, e Olival, registando em 2011 (dados censitários), uma população na ordem dos 46 mil habitantes distribuídos por 13 freguesias. No que concerne a infraestruturas relacionadas com os transportes, as acessibilidades externas ficam essencialmente caracterizadas pelo acesso rodoviário à A1, através do nó de Fátima, e o acesso ferroviário à linha do norte, onde tem particular relevo a estação da vila de Caxarias, sendo de referir, a disponibilização recente de uma via complementar de importância regional, o IC9, o que permite uma fácil deslocação para outras zonas do país. A nível económico, o tecido empresarial é essencialmente constituído por pequenas e médias empresas, com particular incidência na indústria transformadora, construção e obras públicas, comércio e hotelaria. 
Constituído de belas paisagens naturais, como é o exemplo da praia fluvial do Agroal, proveniente de uma nascente que desagua no rio Nabão, localizada entre os concelhos de Ourém e Tomar, e muita tradição e cultura, tanto a nível cultural como religioso, Ourém valoriza a sua identidade e o papel das pessoas no seu desenvolvimento. 


Fonte: Câmara Municipal de Ourém

 

| o que fazer

explore, experimente, viva

O site Viver no Centro de Portugal utiliza cookies. Ao navegar está a concordar com a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies. Aceito
Encontre aqui o que procura